Arquivos do Blog

James Labrie – Static Impulse (2010)

Hoje depois de muuuito tempo sem dar as caras por aqui (justo eu!) venho com algo que me surpreendeu bastante: o Novo álbum de James Labrie, o vocalista do Dream Theater.
Enquanto muitos ainda digerem a ideia da saída do baterista Mike Portnoy, outros se seguram nesse album como uma alegria relacionada.
Sem muitas delongas vamos ao que interessa. O lineup desse álbum foi bem dificil de achar mas consegui.

Banda: James Labrie
País: Canadá
Gênero: Metal
Álbum: Static Impulse
Ano: 2010

Integrantes:
Kevin James LaBrie – Vocals
Marco Sfogli – Guitars
Ray Riendeau – Bass
Peter Wildoer – Drums, Screams
Matt Guillory – Keyboards, Backing Vocals

Musicas:
01. One More Time (4:16)
02. Jekyll Or Hyde (3:46)
03. Mislead (4:18)
04. Euphoric (5:09)
05. Over The Edge (4:20)
06. I Need You (4:11)
07. Who You Think I Am (3:57)
08. I Tried (3:58)
09. Just Watch Me (4:18)
10. This Is War (4:30)
11. Superstar (3:32)
12. Coming Home (4:29)
13. Jekyll Or Hyde [Demo] (3:48)
14. Coming Home [Alternate Mix] (4:23)

Download

Corrigi o link que estava quebrado! Vou ficar monitorando direito, à partir de agora!

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Mike Portnoy anuncia a saída do Dream Theater

É com grande pesar e tristeza que venho trazer esta notícia a todos. Fui surpreendido por uma mensagem vinda do Twitter do Portnoy agora pouco dizendo: “This is a sad, sad day… I’m afraid I have some bad news … MP/DT Sept 1985 – Sept 2010”

E logo depois o pronunciamento oficial no facebook:

Estou prestes a escrever algo que nunca imaginei que fosse escrever:

Após 25 anos, decidi deixar o Dream Theater (banda que fundei, liderei e amei verdadeiramente por um quarto de século).

Para várias pessoas isto será um choque completo e também provavelmente será incompreendido por alguns, mas por favor acreditem que não é uma decisão impensada. É algo com o que vinha lutando desde mais ou menos o último ano.

Após ter experiências tão incríveis tocando com o Hail, Transatlantic e Avenged Sevenfold neste último ano, concluí tristemente que me divirto mais e me relaciono melhor com esses outros projetos do que tenho com o Dream Theater há algum tempo.

Por favor não me interpretem mal, amo os caras do DT de verdade e temos uma longa história de amizade que nos une profundamente. É que realmente acho que precisamos de uma pausa.

O Dream Theater sempre foi meu bebê e eu tomei conta desse bebê cada dia e momento da minha vida desde 1985 – 24 horas por dia, 365 dias por ano. Estar de férias com o DT não significa não ter responsabilidades (mesmo quando estávamos “parados”)… sempre estive trabalhando e muito além do que a maioria das pessoas sãs fariam por uma banda.

Mas cheguei a conclusão de que a máquina DT estava começando a me desgastar e realmente precisava de uma pausa da banda com o intuito de salvar meu relacionamento com os outros membros e manter meu espírito do DT alimentado e inspirado.

Nós temos estado num ciclo de escrever/gravar/fazer turnês por quase 20 anos agora (em que eu tomei conta de CADA aspecto sem uma folga) e enquanto alguns meses têm sido muito necessários, eu honestamente esperava que o grupo pudesse simplesmente concordar comigo tendo uma espécie de “hiato” para recarregarmos nossas baterias e “salvar-me de nós mesmos”.

Infelizmente, discutindo isto com os caras, eles determinaram que não compartilham dos meus sentimentos e decidiram continuar sem mim ao invés de dar um descanso. Eu até mesmo me ofereci para fazer alguns trabalhos ocasionais ao longo de 2011 (contra meus desejos iniciais), mas não era para ser…

Enquanto dói sinceramente para mim só de pensar em um Dream Theater sem Mike Portnoy (infernos, meu pai nomeou a banda!!), eu não quero ficar no caminho deles, então optei por me sacrificar e simplesmente deixar a banda para não segurá-los contra seus desejos…

Curiosamente, acabei de ler uma entrevista que dei recentemente em que me perguntaram sobre o futuro do DT e falei sobre “sempre seguir seu coração e ser fiel a si mesmo”. Infelizmente, preciso dizer que neste momento em específico, meu coração não está com o Dream Theater… e eu simplesmente iria ignorar minhas emoções e NÃO seria fiel a mim mesmo se continuasse motivado por obrigação sem tirar as férias que eu senti que necessitava.

Desejo aos caras o melhor e espero que a música e o legado que criamos juntos seja curtido por fãs nas próximas décadas. Estou orgulhoso de cada álbum que fizemos, cada música que escrevemos e cada show que tocamos.

Sinto muito aos fãs do DT desapontados pelo mundo… eu realmente tentei salvar a situação e fazer funcionar. Eu realmente só queria uma pausa (não uma separação), mas felicidade não pode ser forçada e precisa vir de dentro.

Vocês, fãs do DT, são os maiores fãs do mundo e, como vocês todos sabem, sempre trabalhei duro por vocês e espero que continuem comigo na minha futura jornada musical, não importa aonde isso possa me levar – e como todos vocês conhecem minha ética de trabalho, com certeza não haverá escassez de projetos futuros do MP!

Infelizmente,

Seu destemido ex-líder e baterista,

Mike Portnoy

Novo album de LaBrie a ponto de bala

Em entrevista ao jornal “O Globo”, o vocalista James LaBrie do DREAM THEATER deu algumas dicas sobre seu novo álbum solo. O inicio das gravações deve começar ainda neste mês de março. Veja:

Seu próximo disco solo já está gravado?
James LaBrie: Não. Vou gravar meu próximo disco solo duas semanas depois de voltar da América do Sul. A parte instrumental começa a ser gravada dia 22 de março, e eu começo a colocar a voz no meio de abril.

Neste próximo trabalho solo, você vai usar a mesma banda do primeiro CD?
James LaBrie: Haverá algumas mudanças. O guitarrista Marco Sfogli continua. O tecladista Matt Guillory também. Aliás, ele fez todas as músicas comigo. O novo baixista será Ray Riendeau, que já tocou com Rob Halford, e baterista será o sueco Peter Wildoer, que é um monstro.

Existe a possibilidade de você fazer shows no Brasil com sua banda solo?
James LaBrie: O meu selo quer que eu considere seriamente fazer uma turnê para promover o disco, então devo fazer shows nos Estados Unidos e na Europa, e seria legal vir para a América do Sul também.”

O último álbum solo do vocalista foi “Elements of Persuasion” lançado em 2005. Em breve o disponibilizarei no blog.

Dream Theater no Brasil em 2010

Foi anunciado no site oficial da banda, que em março de 2010 teremos um dos maiores nomes do Metal progressivo do mundo aqui no Brasil! O Dream Theater, durante du aturnê pela América do Sul, fará 4 shows no Brasil, seguem as datas e os possíveis set lists:

• Thurs March 11th – Santiago, Chile – Movistar Arena

• Sat March 13th – Buenos Aires, Argentina – Luna Park
• Tues March 16th – Porto Alegre, Brazil – Pepsi On Stage
• Thurs March 18th – Curitiba, Brazil – Master Hall
• Fri March 19th – Sao Paulo, Brazil – Credicard Hall
• Sat March 20th – Rio de Janeiro, Brazil – Citibank Hall
• Mon March 22nd – Lima, Peru – Jockey Club

• Wed March 24th – Caracas, Venezuela – Poliedro

Ainda não existe um set list fixo para a banda, mas de acordo com os últimos shows, as seguintes músicas tem uma grande probabilidade de serem executadas:
A Nightmare To Remember, A Rite Of Passage, The Best Of Times, The Count Of Tuscany, Constant Motion, Hollow Years, Erotomania, The Mirror, Lie, Pull Me Under, Metropolis, The Dance Of Eternity, Spirits Carries On, One Last Time, Solitary Shell, In The Name Of God, As I Am, Sacrificed Sons…
O Set List terá em torno de 10 músicas com um ou dois Encores.
Agora só resta esperar a venda dos ingressos, porque já foi confirmado!